Debates informais sobre temas de restrição à liberdade, Teresa Gago, Rafael Galego, Luís Vaz

Refletir criticamente hoje para projetar o futuro, supõe um compromisso com a história herdada enquanto unidade em construção, e ação cuidada, passo a passo, com paciência, prudência, firmeza e justiça, mas sempre na base de valores universais de Liberdade e de Livre Pensamento.

Não imagina o cidadão o poder que constituem estes dois postulados! Perguntamos porque é que na estrada que cada cidadão trilha sente necessidade de fazer desvios a favor da submissão às elites nacionais e internacionais que só nos tem causado infelicidade?

Em que medida as sociedades democráticas correm riscos crescentes quando sujeitas à mediatização da informação selecionada e orientada, à intolerância religiosa, à descriminação social, do trabalho, racial e de género? Bem na nossa frente, a única coisa que destoa somos nós, que a olhos nus, nos conformamos com o comportamento das elites que se apoderam dos bens resultantes da laboração e dos bens que a Natureza dispõe como pertença das comunidades!

A obstinação pela extorsão de um pequeno número de detentores da riqueza, que se movimentam atando com as suas teias os detentores do poder político, põe em causa o homem e a natureza, oferecendo-lhes, apenas, a “utopia democrática”, considerada formalmente, Estado Democrático sem autoridade, porque, minado pela especulação egoísta e totalitária.

Urge então enveredar por um paradigma que rompa com as trevas em que estamos mergulhados e possibilite a elevação dos cidadãos pela via da educação e da instrução, enfim, essa arma de combate e decisiva que leva à participação e à felicidade.

É essa participação que livremente te disponibilizamos.

Se estiveres disposto a dar uma ferroada nos formalismos balofos, se queres falar sobre temas infelizmente ainda tabus, ou, à luz de uma minoria, politicamente incorretos, tens as portas abertas ao debate e à reflexão.

Aqui não há correntes. Não há coação. Aqui há consciências honradas que aprovam ou reprovam os seus próprios atos mas são generosos e tolerantes com a consciência dos outros.

Há apenas Liberdade e Pensamento Crítico e a certeza de que haverão muitos cidadãos que pensam como tu, que te respeitam na diferença, que te escutam, ou vão ter acesso aos contributos que darás.

Chegaram às nossas mãos um conjunto de sugestões, nomeadamente, Emprego, Género, Racismo, Natalidade, Ambiente.

Se tens pensado e refletido nestes temas, aparece e partilha os resultados. Se tens outros temas que gostarias de apresentar e refletires connosco, trá-los.

Demos-te a garantia de Liberdade total para os apresentares e a síntese de todos os contributos constarão nas conclusões finais a editar.

Até lá

Aceita a amizade da Teresa Gago, do Rafael Galego e do Luís Vaz que estarão na sala Catarina Eufémia, no Liceu Camões, no dia 14 de Julho, das 10,30 às 13,00 h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s