O Pensamento Crítico no “Chão da Fábrica”, Camilo Mortágua

Obviamente, sem a acumulação dos necessários conhecimentos a sustentarem credíveis referenciais para uma qualquer discussão formativa, cada indivíduo estará sempre muitíssimo limitado na discussão, e acabará, na melhor das hipóteses, por desinteressar-se das questões, sem ter percebido as suas consequências. Parece-me valer a pena, dada a fulcral importância das mudanças mais ou menos previsíveis no mundo do trabalho e das tecnologias de produção, reflectir seriamente sobre as  possibilidades de levar até aos locais de trabalho o essencial destas discussões.

Daí que, da desmultiplicação e intensificação destes encontros, do nacional ao municipal e empresarial, dependerá a qualidade do “caldo” em que os interesses do futuro do trabalho serão “cozinhados”. Será absolutamente necessário um grande esforço formativo dos trabalhadores, para evitar que surjam novas imposições de alternativas únicas.

O facto de se afirmar que estamos em transição para a quarta era tecnológica, argumentando que, por essa razão, devem ser consideradas normais as incertezas e perplexidades que intrigam e assustam o presente, não parece ser argumentação suficiente para nos manter passivos…

Se é verdade quo o país não está, como outros “mais desenvolvidos”, a entrar na tal geração 0.4, e o mais certo é ainda não termos saído da segunda, isso faz-nos pensar que a previsível recuperação do “atraso” nos cria pela frente um temível e difícil desafio, a necessidade de formação para um pensamento critico como obstáculo central à moderação das más consequências resultantes da aplicação de qualquer das hipóteses. Como hipóteses únicas.

Campanha de esclarecimento sobre as alterações organizativas, tecnológicas e profissionais do trabalho, no próximo futuro. são urgentes

Compreender para melhor se defender.

Compreender para uma acção consciente.

Camilo Mortágua (Maio de 2018)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s