Casa da Língua Portuguesa e a Liberdade

A Casa da Língua Portuguesa tem como “missão” a aproximação das comunidades através da Arte, difundindo a Língua Portuguesa, como um caminho para a Evolução e a Paz.

Acreditamos que Arte é uma via de comunicação direta entre os seres, capaz de transcender as diferenças, sejam elas económicas, étnicas ou culturais. Acreditamos ainda, que sem liberdade, educação e cultura não há como evoluirmos.

“Pois toda felicidade não é mais, talvez, que felicidade de expressão.”
(Michel Foucault)

Sendo assim, é praticamente orgânico o apoio da Casa da Língua Portuguesa ao Fórum Liberdade e Pensamento Crítico; sobretudo no momento tão delicado em que vivemos, quando somos bombardeados diariamente com uma diversidade de informação que nos chega de forma super-rápida e nem sempre baseada em fatos reais.

O acesso facilitado à informação de nossos dias, supostamente deveria ser uma mais valia, no entanto, muitas vezes se verifica como fator de manipulação, como podemos constatar pela quantidade de “fake news”, famigerada ferramenta que a cada dia que passa interfere em decisões e gera consequências da maior importância e gravidade, alterando inclusive o rumo do “inconsciente coletivo”.

“Eu jamais iria para a fogueira por uma opinião minha, afinal, não tenho certeza alguma. Porém, eu iria pelo direito de ter e mudar de opinião, quantas vezes eu quisesse.”
(Friedrich Wilhelm Nietzsche)

O pensamento crítico é a habilidade de pensarmos por nós mesmos e de tomar decisões sobre em que acreditar e o que fazer de forma racional, confiável e responsável. Também é a habilidade de questionar ideias e opiniões nossas e de terceiros, de forma objetiva; descobrir em que fatos, suposições, crenças ou preconceito elas se baseiam; avaliar as fontes e as qualificações de quem opina; avaliar as consequências de adotar ou não tais ideias e opiniões.

denise

Denise Bernstein
Diretora executiva

Sem liberdade é impossível exercitar o pensamento crítico, que parte da premissa do questionamento. Pensar críticamente não é atacar pessoas ou opiniões, mas sim examinar de forma racional e objetiva ideias, opiniões e argumentos.

Pelo tudo que já se lutou para conquistar liberdades básicas, é preciso resistir e persistir de forma a preservar liberdades conquistadas com muita luta, e desta forma avançarmos no caminho da igualdade e da paz entre os homens.

“O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.”
(Aristóteles)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s